27 fevereiro 2012

In vino, veritas

Não pense que eu escrevo do escuro porque quero morrer. Ou porque quero que a morte me leve. Eu adoro viver. Eu quero, sim, levar a morte para ela cantar para mim 'Deixa a vida me levar, vida leva eu.'
Porque o preto sabia o que dizia e o que cantava e eu estou de saco cheio para quem não achar que aquelas duas lésbicas não fazem amor todos os dias numa cama bem abaixo do nosso chão.
Eu queria só pegar a morte e enganar ela,  ou então viver morto a vida toda para quando morresse, ir vivo.

3 comentários:

  1. A 2.ª edição:

    http://escrita-online.blogspot.com

    Para quem gosta e QUER escrever...

    ResponderEliminar
  2. Está lindo! Adorei o blog e estou a seguir! :)

    ResponderEliminar